Bloguinho Infantil

Neste bloguinho vamos contar histórias, contos e escrever poesias.
E você também pode participar com textos, desenhos e versinhos.

Tem jogos, diversões, receitinhas fáceis e muito mais!


Clique na Alice com sua gatinha Dinah

Contato do Bloguinho

Calendário


Reloginho

Depende de você!

Mundo do Sítio do Pica-pau Amarelo

Mundo do Sítio do Pica-pau Amarelo
Mundo do Sítio do Pica-pau Amarelo (clique na Emília)

O Bloguinho nasceu em 9 de setembro de 2010

O Bloguinho nasceu em 9 de Setembro de 2010

Número de visitas que já recebeu:

contador de visitas
Pessoas online

Borboletas

Gatinho brincalhão

Curta Livro com Pezinhos no Facebook
Informe-se através do e-mail:livrocompezinhos@yahoo.com.br

quarta-feira, 30 de março de 2016

Lanchinho legal

Já pensaram que gostoso um prato servido assim? 
Gatinho de arroz com verduras e legumes e presunto de soja

domingo, 27 de março de 2016

Feliz Páscoa!


Páscoa


   Rafaela  Barbosa de Sousa ( 10 anos)*

 A Páscoa é a data que eu amo
Cheia de chocolate
Espero ganhar a cesta de Páscoa.

A Páscoa não é só ganhar chocolate
É comemorar a ressurreição de Jesus.

Páscoa também serve
Para reunir as famílias
Fazer festas

Amar as pessoas

* Aluna da Professora Sonia Amaral - Escola Municipal Nathalio Zanotta Sabino - Piracicaba SP

quinta-feira, 24 de março de 2016

Páscoa Legal



     Gustavo Jesus de Oliveira Corrêa ( 10 anos)*

A páscoa é cheia de amor
É cheia de interesse
É muito especial
Cheia de paz.

É o dia que o nosso pai ressuscitou
Deus nunca vai nos deixar
Nas horas mais difíceis
Nunca vai deixar de nos proteger.

Jesus é poderoso
E a páscoa tem muita paz de Deus
E na páscoa tem chocolate
Mas o importante para nós é Jesus.


* Aluno da professora Sonia Amaral - Escola Municipal Nathalio Zanotta Sabino - Piracicaba/SP

terça-feira, 22 de março de 2016

Conto para o Dia Mundial da Água: A Fonte Azul


22 de março: Dia Mundial da Água*
Olivaldo Júnior

        Era uma vez uma antiga vila que sofria com a falta do bem mais precioso que existe: a água. Por mais que tivessem bens de toda a espécie, coisas que o dinheiro compra, lhes faltava o H2O, néctar, o supra sumo que faz o mundo girar, circular, se animar. 
        Eis que um dia, do grito da gruta mais funda, do fundo da concha mais cálida, do sal da terra mais doce, um fio cristalino do que em nós é quase tudo, a água brotou de uma fonte que, refletindo o rosto do sol, se azulava e foi chamada por todos de "Fonte Azul".
        Essa fonte ficava bem no meio de uma divisa de terras entre quatro cidades, que eram como os quatro cantos da Terra. De quem seria essa dádiva? A quem pertenceria aquela que matava a sede do justo e do injusto, do "Cristo" e do iníquo, sem olhar a quem?
        Juntaram-se homens das quatro cidades e, por mais que suas mulheres pedissem a eles que se sentassem e resolvessem pelo bem comum, ou seja, pela partilha do mel que sacia a sede, aqueles homens estavam dispostos a derramar sangue pela água. 
        Assim, num dia em que o sol tinha jeito de lua, nova, com a face escondida mesmo à mostra, em batalha, cada exército de cada cidade, com lança nas mãos, guerreou pela fonte que azulava ao sol pleno em seu fino cristal, pronta a saciar quem a visse.
        Depois de uns dias assim, a fonte, em meio a guerra por ela, de azul foi passando a cinza e, de cinza, a negra, escura, pastosa, até que, no lugar de água, vertia mesmo petróleo. Quem pode querer beber ouro negro em vez da prata azul que o sustenta?
        Uma a uma, caíram as lanças no chão, todo negro, sem água, em nada adiantou a peleja. Assim que os pobres se deram conta de que morreriam de sede, as mulheres, devagar, buscaram cada uma seu homem. A luta fora vã. A "Fonte Azul" era morta. 

Dia Mundial da Água foi criado pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas através da resolução A/RES/47/193 de21 de Fevereiro de 1993,[1] declarando todo o dia 22 de Março de cada ano como sendo o Dia Mundial das Águas (DMA), para ser observado a partir de 1993, de acordo com as recomendações da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento contidas no capítulo 18 (Recursos hídricos) da Agenda 21 (Dia Mundial da Água, em Wikipédia).


segunda-feira, 21 de março de 2016

Coelhinho


Pequeno coelho, – disse ela – sério que não sabe quem sou? “O Coelho ergueu os olhos e lhe pareceu tê-la visto antes, mas não conseguiu lembrar onde. “Eu sou a Fada madrinha do quarto das crianças – disse ela - e cuido de todos os brinquedos que elas amaram. Quando ficam velhos e estragados, e as crianças não precisam mais deles, Eu chego e os levo embora comigo e então os transformo em criaturas reais.” “Mas eu já não era real antes?” - perguntou o Coelho. “Você era real para o menino, porque ele te amava – respondeu a Fada – e agora você será real para todos”.

 Texto original: The Velveteen Rabbit or How Toys Become Real – Margery Willians.

terça-feira, 15 de março de 2016

domingo, 6 de março de 2016

quarta-feira, 2 de março de 2016

MEU BAIRRO



Ana Clara de Negri Kantovitz

O bairro onde eu moro
é muito legal
tem tudo pertinho,
tem loja, tem banca,
tem banco, tem praça,
escola, farmácia e restaurante.
Não tem outro igual!


Leve o Bloguinho para o seu site!

Marcadores

Administradoras do Bloguinho

Carmen Maria da Silva Fernandes Pilotto
Ivana Maria França de Negri



Minha lista de blogs e links legais

Brinque com o Totó

Alimente os peixinhos

Clique nos peixinhos

Alimente as Tartaruguinhas

Alimente o sapinho

Brinque com os pinguins

Hamster


Clique e estoure!

Migui adotado pela Mariana

Dê banho no Cascão

Espinho - cuide bem desse bichinho

Brinque com o cãozinho Bob

Esta é a Florzinha - Come cenouras e pula

Brinque com a gatinha Lolita

Amigo não se compra! Adote!